Barreiras Bahia - Fotos, videos e notícias.

Barreiras Bahia - Fotos, videos e notícias.

CORRENTINA-BA: RIO PODE MORRER ENTENDA OS MOTIVOS HISTÓRICOS PARA OS PROTESTOS DA POPULAÇÃO, VÍDEO.

O Rio Arrojado é um dos rios que nasce no estado de Goiás e corre em direção ao estado da Bahia, servindo de fonte de vida para vários animais e milhares de pessoas em seu curso, especialmente na cidade de Correntina. A sua nascente está às margens da BR-020, em um local vulnerável, que sofre com várias queimadas e o avanço do agronegócio. O rio Arrojado ajuda a alimentar o Rio São Francisco que está sofrendo também com secas seguidas.

Os relatos de preocupação com o Arrojado já acontecem há décadas, pois vários pequenos rios que o abastecem já secaram. O que era água, hoje é terra seca. Os principais motivos dos impactos ambientais são velhos conhecidos: desmatamento do cerrado para a implantação de grandes lavouras e pastagem para o gado, nos pontos principais de recarga, nos Chapadões. A maioria sem um plano de manejo sustentável que garanta a conservação dos mananciais, que sofrem com a captação de água para grandes irrigações.

 

 

 

Muitos desconhecem os prejuízos sofridos pelo meio ambiente na região, só falado pelas populações geraiseras que já vivem uma realidade de medo . As imagens recentes de satélite mostram como os empreendimentos avançam e ameaçam cada vez mais o rio Arrojado. Com isso, os impactos negativos são notórios. Arvores mortas, animais silvestres cada vez mais raros e rios próximos secos.Situação que tem intrigado e mobilizado a população de Correntina para defender seus recursos naturais.

Há alguns anos (2009), a Rede Globo de Televisão, fez uma reportagem especial sobre o Rio Arrojado e as mazelas sofridas por este. O cenário apresentado na matéria é assustador. Uma manifestação do povo de Correntina já aconteceu naquela época, mas o que chama à atenção é que historicamente as autoridades não têm encarado o problema de frente, colocando assim em risco a sobrevivência de milhares de pessoas e de um ecossistema inteiro.

Mais manifestações já aconteceram em 2015, 2016, mas agora em 2017, o clima de tensão chegou ao seu ponto mais crítico. Manifestantes invadiram uma fazenda de empresários e destruíram diversos equipamentos, causando um prejuízo milionário aos investidores, que são em sua maioria de outras regiões. A alegação para tanto é de que a Fazenda em questão é responsável pela captação excessiva de água do Rio Arrojado e que isso coloca em risco a ‘vida’ do rio.

Os moradores relatam que são problemas de décadas, mas que os governos, estadual e federal, não assumem uma postura em defesa dos rios e favorecem apenas o agronegócio em detrimento de famílias tradicionais. Em novembro de 2016, o Ministério Público Estadual (MP-BA) recomendou que o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), não mais concedesse outorgas para grandes empreendimentos na bacia.

Está marcada para este sábado (11), uma manifestação que deverá reunir o maior numero de manifestantes que Correntina, no Oeste da Bahia, já recebeu. A causa dos protestos e destruição na Fazenda Igarashi, que afirma ter autorização do governo para explorar legalmente a água na região, serviu de combustível para que a população local, da Bacia do Corrente e autoridades e lideranças de várias regiões da Bahia e do Brasil se juntem em defesa do Rio Arrojado, dos rios da região e pela vida.

A violência e a retaliação devem ser evitadas e o debate pela sustentabilidade deve ser ampliado. Todos devem conviver no espaço harmônico de produção num ambiente equilibrado, com leis que valorizem o crescimento econômico, mas que jamais firam seres humanos, em direitos e dignidade. A Paz é fundamental, mas a violência pode servir de alerta para uma guerra iminente: pela sobrevivência. Por isso, providências devem ser tomadas para evitar o caos.

Veja o vídeo com o alerta feito pela maior emissora de TV do Brasil:

Reportagem da Rede Globo (2009) já alertava para os problemas ambientais na região do Rio Arrojado em Correntina-Ba. [Notícias da Lapa]