Saindo de Barreiras em Direção a Luiz Eduardo Magalhães na BR 020/BR 242, no entroncamento antes do posto Cerradão vire a direita e siga pelo Anel da Soja, mais uns 20Km e você chega à entrada, mais 1 Km de estrada de terra e você encontra a Cachoeira.

A 90 km de Barreiras, a Cachoeira do Acaba Vida é o mais belo cartão-postal da região Oeste da Bahia.

 

Conheça a Cachoeira do Acaba Vida entre os municípios de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães na Bahia. Um lugar lindo para passear.

Picture of Cachoeira do Acaba Vida

Um dos mais belos atrativos do Oeste Baiano, a deslumbrante Cachoeira do Acaba Vida é realmente de tirar o fôlego. Destaca-se principalmente por seu grande volume de água que após a queda de 36 metros forma uma piscina natural cercada de mata preservada. O local possui um mirante em sua parte mais alta para que os visitantes possam admirar a paisagem com toda segurança.

Saindo de Barreiras em direção a Luis Eduardo Magalhães pela BR-020, antes de chegar ao Posto Cerradão entre no entrocamento à direita e siga mais alguns quilômetros até uma entrada à direita com uma placa de aviso sobre a Cachoeira do Acaba Vida. Siga mais alguns metros e entra a direita (seguindo as placas indicativas) seguindo por mais 1km em estrada de chão e você chegará a este paraíso natural (aproximadamente 90km após Barreiras).

Contornada por serras, a cidade de Barreiras é entrecortada por vários rios e ribeirões de águas límpidas, que surpreendem com cachoeiras maravilhosas, como a Cachoeira do Acaba Vida e a Cachoeira do Redondo.

Fonte: portaldascachoeiras.com

 

 

 

Rio Vivo: uma esperança para o Rio de Ondas
Em 27/01/10  Por Rose Cerqueira

Barreiras (BA). Parte de Barreiras está agonizando e tudo isso é culpa dos próprios barreirenses, já que nunca cuidaram do Rio de Ondas e muito menos, não sabem a importância dessa beleza que a natureza lhes deixou. Uma dádiva de Deus que não pode ser patrimônio de ninguém, mas sim, das futuras gerações de barreirenses.

Em 2007, o Jornal Novoeste fez uma série de reportagem em que denunciou a forma como o Rio de Ondas vinha sendo explorado. Nas edições 506, 507 e 508 de 2007, o Jornal apresentou a população oestina um rio cujo as margens estavam sendo destruídas, as matas ciliares sendo substituídas, em ritmo muito acelerado, por construções.

Nesse mesmo ano, o Ministério Público Estadual coordenou uma equipe composta pelo IBAMA, CREA, COPPA, SFC e SRH para realizar uma Fiscalização Preventiva Integrada (FIP) para controlar as ocupações irregulares nas Áreas de Preservação Permanente (APP) do Rio Grande e Rio de Ondas. Isso resultou em autuações e embargos de novos loteamentos identificados abertos em áreas de APP.

Nessa mesma ação foram identificadas 234 construções através de um levantamento amostral das construções localizadas na APP do Rio de Ondas, no trecho entre a ponte do Haras e o Chalé dos Buritis.

Para dar prosseguimento às ações da FIP, em 2008 o Ministério Público Estadual disponibilizou o consultor Flávio Barrero, que teve a missão de articular as instituições ambientais em Barreiras nascendo assim o Projeto Rio Vivo, formado por representantes do IBAMA, CRA, SFC, SRH, CREA, SEMATUR (Secretaria Municipal do Meio Ambiente), Conselho Municipal do Meio Ambiente, Agência 10envolvimento e AMINA. Logo depois, entidades da sociedade civil, universidades e órgãos de meio ambiente com atuação em Barreiras se mobilizaram e se integraram ao Projeto e continuaram o processo de levantamento dos dados das propriedades e de compensação pelo desmatamento das Áreas de Preservação Permanente ao longo do Rio de Ondas. 

 

Assim, o Projeto Rio Vivo tem como metas: levantar dados das propriedades localizadas ao longo do Rio de Ondas; medir as APPs desmatadas em cada propriedade; medir a área ocupada por construções em APPs em cada propriedade, discriminando o perfil das estruturas; subsidiar os órgãos ambientais na adoção dos procedimentos administrativos pertinentes; subsidiar o Ministério Público Estadual na propositura de Termos de Ajustamento de Conduta com os proprietários; Promover o contínuo monitoramento da ocupação das APPs do Rio de Ondas.     

 

Como bem definiu Berê Brasil, integrante do projeto, “o atual comprometimento das Áreas de Preservação Permanente às margens do Rio de Ondas, exigiu a mobilização de todos os órgãos e entidades com atuação na região para que aconteça a reversão de todo o processo de degradação que está o Rio de Ondas, a responsabilização dos infratores, e, principalmente a efetiva recuperação das APP´s”.    

 

Berê Brasil ainda alerta que o projeto não corre o risco de sofrer represália de poderosos, pois todas as atividades são respaldadas pela lei e trata-se de uma atividade integrada ao Poder Judiciário, o que dar segurança e confiabilidade das ações. “Quando vamos a campo fazer o monitoramento, vamos com órgão que possuem“poder de canetada”.   

 

Não se trata de coleta de informação para fazer uma denúncia já se trata de uma atividade da Promotoria”, esclareceu.  Berê deixa claro ainda que o não cumprimento das determinações Judiciais implicarão em punição sérias. “Temos que esclarecer que se trata de um rio onde usamos sua água para beber e para o nosso lazer, por isso temos que preservá-lo, e isso quer dizer que haverá sim demolições de propriedades. Aquelas que não se adequarem serão sim demolidas”.
O Projeto Rio Vivo que recebeu o apoio de toda a população e não encontra resistência, é um projeto pioneiro. No Rio Grande de Sul houve uma experiência parecida e obteve resultados satisfatórios.

 

Atividades desenvolvidas   Em 2009 as atividades do Rio Vivo foram intensificadas, as idas a campo para cadastrar as propriedades foram possíveis. “Em 2008 as atividades foram concentradas na elaboração do projeto, na sistematização e planejamento. Em 2009 com a incorporação das Universidades e com a liberação da verba, o projeto de levantamento e cadastramento das áreas ocupadas indevidamente pode ser posto em prático”, explicou Berê Brasil, coordenadora do Projeto.  O Projeto já levantou os dados das propriedades que necessita de adequação no trecho entre a Prainha e o 4º BEC. Está em andamento o levantamento dos dados referentes às propriedades localizadas ao longo do Rio de Ondas no trecho entre o 4º BEC e o Country Club.    

 

 O Ministério Público realizou uma reunião com imobiliárias, CREA e corretores de imóveis no início do mês de dezembro para orientar sobre a venda e construção em Áreas de Proteção Permanentes. “Estão sendo comercializados lotes situados totalmente em APPs, e o corretor que vende esses lotes não explica isso e acaba induzindo o adquirente a cometer crime ambiental. Por isso essa recomendação e orientação”, esclareceu Eduardo Bitencourt, promotor.  E para fechar o ano de 2009 em pleno vapor, o município de Luís Eduardo Magalhães, através da Secretaria de Meio Ambiente, tornou-se parceira do Projeto.  

 

“O número de propriedades nas APPs do Rio de Ondas dentro do município de LEM é menor, isso significa que talvez eles possam terminar o cadastramento primeiro que Barreiras, acredito que até junho”, destacou Berê, que acrescentou ainda que provavelmente em julho de 2010 realize-se uma audiência pública para apresentar os resultados da primeira etapa para então a Promotoria emitir os Termos de Ajustes de Condutas, os TACs.    

 

Em 27/01/10  Por Rose Cerqueira - http://www.novoeste.com/articles_137_Rio-Vivo-uma-esperanca-para-o-Rio-de-Ondas.html

Foto do cais de Barreiras à noite

Foto do cais de Barreiras à noite. Foto de Barreiras à noite. Foto profissional de Barreiras. Contato: (77) 9128-2020 - Rodrigo Cardoso.

Confirmada as atrações que irão animar os foliões da pipoca durante os dias do Carnaval de Barreiras 2010.

Pipoca: além de todos os dias, a pipoca terá quatro dias especiais para se divertir a vontade com as bandas: Tatau (ex-Araketu), sexta (12/02); Jau Peri, sábado (13/02) ; Fantasmão, domingo (14/02); Som de BR (Beto Jamaica e Reinaldo ex-Terra Samba).

Kimarrei: desfila três dias com três atrações: domingo (14/02) Tonho Matéria; segunda (15/02) Cadeia Parafina e Terça (16/02) Banda no Estilo.

Pilek: também desfila três dias e com três atrações: domingo (14/02) Capitão Axé, segunda (15/02) Banda com Dendê e terça (16/02) Ragathone.

Allanbick: igualmente desfila três dias com três atrações: sexta (12/02) Saia Rodada Elétrica, sábado (13/02) Saiydd Bamba e domingo (14/02) Batida Baiana.

Beijou-Pegou: igualmente desfila três dias com três atrações: domingo (14/02) Banda Aê, segunda (15/02) Toinho e Cia e terça (16/02) Novo Tom Elétrico.

Curto Circuito: desfila dois dias com duas atrações: sexta (12/02) Leva Nóis; Sábado (13/02) A Bronca

1ª Dose: da mesma forma desfila dois dias com duas atrações: sexta (12/02), Banda Levada Louca; sábado (13/02) Banda É Xeque.

Happy Kids: desfila pela primeira vez: segunda (15/02) com a cantora barreirense, Thalita Sampaio.

Príncipes e Princesas: desfila pela segunda vez: domingo (14), Banda Infantil (nome ainda não divulgado).

Bloco Mordomia: desfila dois dias: sexta (12/02), domingo (14) e segunda (15/02), ambos com a Banda Proibido Proibir.

Bloco da Rôla: depois de 30 anos sem desfilar pra valer no Carnaval de Barreiras, o Bloco da Rôla este ano volta com cerca de 1.300 foliões. O Bloco sai de sexta a terça, animada pela Banda Reginaldo.

Raparigas: sai no domingo (14/02) com três atrações: 2 GO GO Boys, dançarinos das boates GLS do Brasil; Gretchen e Genivaldo e os Feras do Forró.

Nigrinhas: há 24 anos na avenida, desta vez o bloco vai homenagear o Governo Cidade Mãe, travestido de rosa.  Domingo (14/02) Tony Moreno, terça (16/02) Lamba Tchan da Bahia.

Bloco Tô Indo: (o seu representante não esteve presente, mas deu a entender que vai desfilar ).

PRAÇA CASTRO ALVES: Continua com o Carnaval da Saudade com o Bloco do Zé do Hermes com a Charanga do Aldo Diniz de Angical com suas marchinhas.

CARNAVAL DA MELHOR IDADE: No clube ABCD com o Bloco Idade Viva animado pela Charanga do Aldo Diniz, de Angical.

 

Barreiras Bahia - Fotos, videos e notícias.

Guia Barreiras - Notícias, Empregos, Fotos e Vídeos de Barreiras!