Produtores do Oeste baiano destacam importância das Associações

De acordo com o presidente do Sindicato Rural, Vanir Kolln, é importante o desenvolvimento de associações como a Aprosoja, que fortalecem e buscam a organização da atividade produtiva.

Luís Eduardo Magalhães é um pólo de prosperidade no Oeste da Bahia. O município, que era distrito de Barreiras, passou de 18 mil habitantes em 2000 para aproximadamente 60 mil e esse crescimento deu-se por conta do desenvolvimento do agronegócio na região. E foi por conta desta pujança que o município foi escolhido para sediar o Circuito Aprosoja. O evento, realizado na noite desta terça-feira (24.05), na sede do Sindicato Rural, reuniu produtores de soja, milho e algodão do município e região.

 

De acordo com o presidente do Sindicato Rural, Vanir Kolln, é importante o desenvolvimento de associações como a Aprosoja, que fortalecem e buscam a organização da atividade produtiva. “Nós temos que ter os sindicatos e as federações de agricultura, mas também temos que ter as associações como a Aprosoja, pois na medida em que nós nos organizarmos seremos mais fortes em todos os sentidos, conseguindo mais recursos e mais desenvolvimento”.

O diretor executivo da Associação dos Produtores de Soja da Bahia, Rudelvi Bombarda, destacou que o Circuito Aprosoja possibilita ao produtor a discussão e o debate de questões em comum à atividade agrícola. “Além de o produtor receber informações de mercado, conhece o que os outros agricultores do país estão fazendo, e tem ainda a possibilidade de debater os problemas e discutir as soluções em comum para o setor”.

O Circuito Aprosoja levou até Luís Eduardo as palestras do analista de mercado da Agrosecurity, Fernando Pimentel, e do presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), Glauber Silveira.

“Chegou a hora do produtor brasileiro se unir e trabalhar em conjunto, pois só assim conseguiremos avançar e conquistar este mercado que está se expandindo cada vez mais. A Aprosoja nasceu com o objetivo de trabalhar em defesa do setor, em busca do fortalecimento dos produtores”, afirmou o presidente da Aprosoja Brasil e Aprosoja Mato Grosso, Glauber Silveira.

Silveira ressaltou que Luís Eduardo Magalhães e os produtores do município são um exemplo para o país. “Queremos levar este modelo de desenvolvimento para os outros estados, mas sabemos que o que vocês fizeram aqui só será possível se nós conseguirmos superar as barreiras da falta de capacitação, de infraestrutura, logística e principalmente segurança jurídica”.

O presidente da Aprosoja, Glauber Silveira, destacou ainda a importância do produtor se comunicar melhor, de trabalhar a formação de lideranças e representantes políticos. “Nós não sabemos divulgar o quanto a nossa soja é a melhor do mundo, o quanto a nossa agricultura é sustentável e isso é uma tarefa difícil. E se hoje o povo da cidade não valoriza a produção agrícola também temos responsabilidade nisso. Nosso discurso tem que ser único, temos que nos comunicar melhor e de forma conjunta e é isso que estamos fazendo no Circuito Aprosoja”.

Luís Eduardo Magalhães é a quinta cidade a receber a etapa nacional do Circuito Aprosoja, que é uma realização da Associação Brasileira dos Produtores de Soja em parceria com as associações estaduais e sindicatos rurais. O evento já visitou Dourados (MS), Cascavel (PR), Santo Ângelo (RS) e Rio Verde (GO).

Fonte: http://www.expressomt.com.br/noticia.asp?cod=139923&codDep=6

ASCOM APROSOJA

 

Guia Barreiras

Fotos, videos e notícias de Barreiras e região.