A violência contra as mulheres não é apenas agressão física, existem outras formas de violência, que as vezes são mais difíceis de reconhecer e proporcionar apoio às vítimas, e tudo isso dentro do ambiente familiar.

De volta ao CAB: Prefeitura dá início ao processo de transferência dos feirantes que estão provisoriamente no Estádio Geraldão.

Com as obras de construção dos Pavilhões 2 e 3 do Centro de Abastecimento de Barreiras em fase de conclusão, a Secretaria de Agricultura, Tecnologia, Indústria e Comércio deu início ao processo de transferência dos feirantes para seu local de origem. O primeiro passo será a publicação pela Prefeitura do decreto que regulamentará as atividades de cerca de 500 feirantes que ocuparão o pavilhão reconstruído, bem como, o que foi recuperado após o incêndio.

Segundo José Marques, secretário municipal de agricultura, além de algumas intervenções pontuais de acabamento que estão sendo realizadas na estrutura física do CAB, este é o momento de organizar os procedimentos legais e as regras que disciplinam as atividades comerciais no local. A lista com os nomes dos feirantes convocados será publicada em Diário Oficial e na sede da secretaria.

“Convocaremos os feirantes para assinatura do termo de utilização do espaço e entrega do material de identificação. Após a finalização dessa etapa com todos eles, será autorizada a transferência física de produtos e equipamentos. Entendemos a ansiedade, mas é preciso que tudo seja feito de forma legal e dentro do que indica a lei para evitar transtornos futuros”, explicou José Marques. 

A Prefeitura apresentará o projeto das novas instalações assim como o regulamento aos feirantes e entidades com o objetivo de fortalecer as parcerias, sanar dúvidas e proporcionar o diálogo com os envolvidos.

Desde que ocorreu o incêndio que consumiu um pavilhão e danificou outro no CAB em 2017, que parte dos feirantes estão trabalhando, provisoriamente, na área externa do Estádio Geraldão, comercializando frutas, verduras, temperos, biscoitos, dentre outros produtos.

 

Fonte: barreiras.ba.gov.br