Rio Azuis, Aurora do Tocantins, foto de Renato Miranda

Para você que procura lazer aliando a uma pitada de aventura venha conhecer os encantos do Tocantins. O Rio Azuis é um pedacinho do céu na Terra.

Piscinas de águas cristalinas nos convidam para um delicioso mergulho. Recomendo, pois já fui e fiquei totalmente encantada com o lugar.

Projeto Idade Viva proporciona alegria e diversão aos participantes na primeira Seresta Viver é Recordar.

Com o objetivo de promover a integração e socialização entre os idosos, na última sexta-feira, 13, cerca de 300 idosos participaram da primeira Seresta Viver é Recordar, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde através do Projeto Idade Viva, que também teve apoio da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer e Secretaria de Assistência Social e Trabalho.

Repentista e cordelista Bule Bule fará lançamento de livro na festa FLIB 2018

Com data confirmada para os dias 17 a 19 de maio, a Festa Literária de Barreiras – FLIB 2018 terá a presença do repentista e cordelista Bule Bule, na sua abertura. Ele fará o lançamento do livro “Orixás e Cordel’, no horário das 15h às 19h e a partir das 21h, um show para o público presente. Bule Bule ficará até o último dia da FLIB, participando dos debates e discussões do evento que este ano traz como tema “O Oeste na Rota das Letras”, em homenagem aos literatas de Barreiras e artistas regionais.

Barreiras: parceria entre Prefeitura, Instituto Aiba e Fundesis viabiliza nova sede da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Retiro e São Vicente.

Na manhã desta sexta-feira, 13, a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Retiro e São Vicente, recebeu a nova sede administrativa, o espaço onde antes funcionou a Escola Municipal Santa Terezinha (desativada em 2013), foi disponibilizado a associação pela Prefeitura de Barreiras, através de Termo de Cessão de Uso e reformada com recursos do Fundo para o Desenvolvido Integrado e Sustentável da Bahia – Fundesis, através do edital 01/2017.

A cerimônia que aconteceu ao ar livre contou com a participação da secretária municipal de educação, cultura, esporte e lazer, Cátia Alencar e do secretário municipal de meio ambiente e turismo, Demosthenes Júnior, que representaram o Executivo, do superintendente do instituto Aiba, Helmuth Kieckhofer, da diretora de meio ambiente da Aiba, Alessandra Chaves, da coordenadora do Fundesis, Makena Thomé, do presidente da associação, Joacir Texeira, do coordenador regional do Inema, Saul Reis, dos vereadores Otoniel Teixeira e Silma Alves, dos moradores da comunidade local e estudantes da Escola Municipal Antônio Machado.

Na oportunidade foram entregues também equipamentos adquiridos através da parceria do Instituto da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia – Aiba, Fundação Solidariedad e The Sustainable Trade Initiative-IDH. Conforme a coordenadora do Fundo, a parceria com o município juntamente com a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Retiro e São Vicente irá contribuir no desenvolvimento da localidade.

“Disponibilizamos através do edital 01/2017, 10 mil reais para a reforma desse prédio cedido pela Prefeitura de Barreiras para a Associação e através da parceria do Instituto Aiba e Solidariedad IDH, foram doados também equipamentos, como cadeiras, microfones, caixa de som, máquina fotográficas para a Associação ter um melhor suporte e poder investir por exemplo, em cursos profissionalizantes para fortalecer a agricultura familiar”, disse a coordenadora do Fundesis, Makena Thomé.

Muito emocionado com essa nova sede, o presidente da associação iniciou a cerimônia relatando a felicidade desse momento. “Hoje é um dia de alegria para todos dessa comunidade, estamos realizando um sonho que há anos lutamos. Agradecemos a administração da nossa cidade e desejamos que esse espaço seja usado por todos com um único objetivo de contribuir com a nossa associação”, frisou Joacir Teixeira.

Com o ambiente repleto de crianças e jovens, o superintendente do instituto AIBA reforçou que o novo espaço proporcionará mais conhecimento e aprendizado para todos, seja para o atual agricultor, seja para os futuros agricultores da região.

“A educação está aqui mais perto de vocês do que há alguns anos atrás, a exemplo das reformas que estão sendo realizadas nas escolas da zona rural, esse espaço representa uma conquista dos pequenos produtores rurais dessa comunidade, essa união alcança vários objetivos e projetos. Todas essas comunidades, como Val do Teiú, Retiro e São Vicente são nossos futuros, e essa alegria que temos quando vimos aqui existe uma força de trabalho por trás disso, e o exemplo é que quando se une as forças do produtor rural, da sociedade civil organizada com o poder público pensando num propósito, podemos fazer muitas coisas com tão pouco, estamos no caminho certo e priorizar a educação é fundamental”, disse Helmuth Kieckhofer.

O secretário de meio ambiente, Demósthenes Júnior, destacou o empenho da atual Administração Municipal em cuidar das pessoas no campo e na cidade. “A Prefeitura está realizando um importante trabalho de apoio ao agricultor familiar através do Programa Vale Produtivo que já beneficiou mais de 500 famílias, e aqui na bacia do Rio de Janeiro depois de 20 anos vamos estar implantando em parceria com o Instituto Aiba e o Inema o tão esperado Plano de Manejo dessa bacia, aliando os cuidados com o meio ambiente ao fortalecimento da produção”, disse. 

De acordo com Cátia Alencar, a Associação hoje tem condições de se articular de forma mais eficaz no cenário local, bem como de ampliar o processo participativo de seus associados. Promover essa perspectiva no crescimento econômico e social da comunidade também é um dos objetivos da administração municipal.

“Eu não tenho dúvida de que essa comunidade já é referência para as outras, a parceria com a Prefeitura de Barreiras começa não só pela disponibilidade do espaço, como também estamos abertos para multiplicar esses exemplos, fazendo com que a Associação do Retiro e São Vicente seja referência para outras comunidades. Ao trazer uma saudação do prefeito Zito Barbosa, reafirmamos seu compromisso de construir uma grande escola para atender estas comunidades, que irá beneficiar a todas as crianças dessa região. Enaltecemos a força da parceria e união com a Aiba, Fundesis, Inema, Associações dos Produtores e o apoio da Câmara de Vereadores”, destacou a secretária de educação, Cátia Alencar. Fonte: barreiras.ba.gov.br

DNIT dá continuidade às notificações de ocupações irregulares às margens das rodovias federais que cruzam Barreiras.

Na manhã desta sexta-feira, 13, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, Unidade de Barreiras, deu continuidade à operação para notificar as ocupações irregulares em todo perímetro urbano e faixas de domínio das rodovias federais em Barreiras.

Os agentes fiscalizadores do DNIT realizaram notificações nas proximidades da Rodoviária e na saída para Salvador. Em todo perímetro urbano, foram notificados 05 comerciantes ilegais, que além de não obedecerem à faixa de domínio também não possuíam nenhuma autorização municipal para o comércio. Os fiscais da Vigilância Sanitária, fiscais de postura, COOTRANS e Guarda Municipal, acompanharam a operação.

A primeira etapa foi iniciada na BR-020, saída para Brasília, e notificou comerciantes, motoristas estacionados em local irregular e pessoas que mantinham moradias provisórias às margens da BR ou áreas de domínio da União. Os notificados têm o prazo de 15 dias para regularizar a situação e desocupar a área.

“Essa operação é de extrema importância para preservamos o patrimônio público. A população precisa se conscientizar de que o uso do solo nas áreas próximas às rodovias federais é ilegal e causa insegurança no tráfego da rodovia. Nossa meta é realizar um trabalho permanente de fiscalização em todas as rodovias que cortam o município”, disse o analista de infraestrutura do DNIT, Eli Nunes.

Ainda segundo informações do DNIT, as operações serão contínuas e a próxima área vistoriada será as margens da BR 135, saída para o Piaui. Fonte: barreiras.ba.gov.br

Feira Latino Americana de Defesa e Segurança

Secretaria Municipal de Segurança Cidadã e Transito de Barreiras participa da Feira Latino Americana de Defesa e Segurança.

Entre 10 e 12 de abril, gestores municipais da área de segurança pública participaram da edição 2018 da Feira Latino Americana de Defesa e Segurança – LAAD Security. O evento traz o que há de mais moderno na área, além de promover o encontro de autoridades no assunto. O secretário de segurança cidadã e trânsito Luiz Vidal, acompanhado do comandante da Guarda Municipal, Gilmar Rodrigues, e do subsecretário, Júnior Sampaio, aproveitou a programação para interagir e trocar experiências com secretários de governo de todo o país.

“Estar na feira nos deu a oportunidade de participar do Conselho Nacional de Secretários e Gestores Municipais de Segurança – Consems, o que facilita o ingresso de nossa cidade no Sistema Único de Segurança, que prevê ações integradas na administração da segurança”, disse o secretário Luiz Vidal.

Barreiras também se fez representar no Conselho Nacional das Guardas Municipais – CNGM, com o ingresso do Comandante Gilmar Rodrigues. Segundo ele, é preciso estar atento às evoluções e as novas estratégias de defesa da segurança pública.

“A Guarda Municipal tem uma atuação importante na proteção ao patrimônio público e promoção da segurança dos cidadãos, esse é um momento importante de aprendizado e debate, que também viabilizará o acesso às ações e convênios do Conselho Nacional”, disse o comandante da Guarda Municipal.

Os representantes da Prefeitura de Barreiras também puderam conversar com o ministro de estado da defesa General Silva e Luna e participar de um encontro com o secretário nacional de segurança pública General Santos Cruz. Fonte: barreiras.ba.gov.br

 

SP, BA e RJ têm vacinação contra febre amarela 'bem abaixo da meta', diz ministério.

Estados não conseguiram chegar a meta de 95% de de vacinados, cobertura necessária para o controle do surto atual. Rio de Janeiro tem a menor taxa (40,9%).

Rio de Janeiro atingiu meta de 40,9% dos vacinados contra a febre amarela; São Paulo chegou a 52,4% da população-alvo e Bahia vacinou 55%. Esses dados estão "bem abaixo" da vacinação ideal para o controle da doença em áreas que historicamente não tinham a circulação do vírus, mas que agora estão sob maior risco, diz o Ministério da Saúde. Segundo dados da literatura científica sobre o tema, é necessário vacinar 95% da população-alvo para se ter um maior controle sob o surto.

Os números são do último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde e de nota de alerta da pasta sobre a baixa imunização contra a febre amarela. A pasta disse ainda que, nesses três estados, 10 milhões de pessoas ainda precisam ser vacinadas contra a doença. A meta de imunização é de 23,8 milhões nessas regiões. O Brasil tem 331 mortes por febre amarela desde julho de 2017 e 1.127 casos confirmados.

Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI), explica que o principal gargalo está na vacinação do adulto. "Na criança, a mãe leva para o posto e vacina". Ela afirma que o ministério está em diversas reuniões com os estados e municípios para tentar coordenar uma "vacinação ativa", com profissionais de saúde disponíveis em terminais de transporte público, por exemplo.

"Para atingir a meta, talvez seja necessário uma vacinação extra-muro, fora dos serviços de saúde. Estamos tentando coordenar isso com os estados e municípios em reuniões estratégicas. Minas Gerais fez isso e as metas melhoraram muito. Espírito Santo vacinou em campo de futebol", explica Carla.

Os estados de Rio de Janeiro, Bahia e São Paulo possuem uma circulação emergente do vírus e, por isso, foram alvos de campanhas de vacinação contra a doença esse ano. Embora a ideia do governo seja expandir a vacinação para todo o país e nesses três estados; a prioridade nesse momento são áreas de maior circulação do vírus.

Por esse motivo, os dados apresentados se referem às 77 cidades que fizeram parte da estratégia de fracionamento da dose da vacina (quando uma vacina "inteira" é dividida em cinco) e aos 52 municípios de São Paulo que posteriormente foram integrados à campanha. Quando o ministério fala de população-alvo, assim, a referência é aos residentes dessas regiões.

Segundo o infectologista e pediatra Renato Kfouri, o ideal para a febre amarela ainda é que 100% da população-alvo seja vacinada. "A febre amarela tem um perfil diferente de outras doenças. Não é como outras infecções que, se muitas pessoas estão vacinadas, você impede a circulação do vírus porque há uma imunização na maioria", diz.

"Se alguém que não tomou a vacina for para a mata, ela está sim com risco de infecção; então, há uma proteção aí que é individual e independente das metas nacionais", completa o especialista.
De fato, Carla Domingues explica que a meta para a população sem contraindicação para a vacina (alergia a ovo, por exemplo) é de 100%. "O dado de 95% conta com o fato de que algumas pessoas não podem tomar o imunizante", diz. Afora as pessoas que não podem tomar a vacina, a dose é indicada para todos entre 9 meses e 59 anos.

"A febre amarela não tem o que chamamos de imunidade de rebanho, uma proteção indireta que ocorre quando a doença é transmitida de pessoa para a pessoa. Cada um tem que tomar a vacina", explica Carla.
A coordenadora do Programa de Imunização do ministério explica que cada estado também terá que olhar no seu "microdado" para ver quais regiões ou bairros estão com baixa cobertura vacinal. "Não é possível saber, em nível nacional, qual bairro não aderiu à ação", diz.

Estratégias para imunização nacional e situação atual
Até abril de 2019, o Ministério da Saúde espera ter a vacina disponível em todos os municípios brasileiros. Hoje, 65% do Brasil tem a vacina com aplicação de rotina. Atualmente, diz a pasta, a vacina só não está disponível em alguns estados do Nordeste e da região Sul. Em julho, devem entrar os estados do Sul e em janeiro as regiões do Nordeste.

"A vacina da febre amarela ficará disponível o ano inteiro em todos os postos de saúde do Brasil. Não é uma vacina sazonal, como a da gripe, que entra e sai do calendário. As campanhas são apenas de mobilização", explica. Fonte: G1

PF cumpre mandados em empresa que há 6 anos vende seguros automotivos falsos na BA; clientes não têm acesso ao benefício.

Conforme a PF, empresa engana vítimas com seguro que não existe, na cidade de Barreiras, no oeste. Mídias e documentos foram achados durante buscas e encaminhados para investigação.

A Polícia Federal da Bahia cumpriu um mandado de busca e apreensão em uma empresa que vende seguros automotivos ilegalmente há 6 anos, na cidade de Barreiras, localizada no oeste do estado. A operação ocorreu na manhã desta quinta-feira (12).

De acordo com a PF, a empresa, que não teve o nome divulgado, opera sem autorização do Governo e, quando o segurado tenta acionar o seguro por algum motivo, não consegue ter acesso ao benefício, porque ele não existe.

Conforme o delegado Emerson Fonseca, da PF de Barreiras, a empresa atraí os proprietários de veículos com um preço mais baixo que o de mercado, por ser ilegal, e, em seguida, aplica o golpe.

A empresa começou a funcionar no município em 2012, e, desde o início, está sob investigação, segundo a PF. Durante a ação desta quinta-feira, foram recolhidos mídias e documentos. O material será periciado e ficará sob o poder da Justiça Federal.

"Ela [empresa] não tem autorização para trabalhar com seguros, logo não assume a qualidade de seguradora. Com isso, consegue vender o produto mais em conta. As pessoas não sabem que é ilegal e são lesadas. É arriscado", contou o delegado Emerson Fonseca.

Embora seja alvo de uma investigação policial, segundo a PF, a empresa não foi fechada.

Em nota, a Associação Brasileira de Benefícios e a empresa enviaram uma nota dizendo que as atividades realizadas são legais e regulares, e que planos de seguro não são comercializados ilegalmente. A empresa informou, ainda, que presta assistência a todos os associados. Fonte G1 BA