Barreiras: parceria entre Prefeitura, Instituto Aiba e Fundesis viabiliza nova sede da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Retiro e São Vicente.

Na manhã desta sexta-feira, 13, a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Retiro e São Vicente, recebeu a nova sede administrativa, o espaço onde antes funcionou a Escola Municipal Santa Terezinha (desativada em 2013), foi disponibilizado a associação pela Prefeitura de Barreiras, através de Termo de Cessão de Uso e reformada com recursos do Fundo para o Desenvolvido Integrado e Sustentável da Bahia – Fundesis, através do edital 01/2017.

A cerimônia que aconteceu ao ar livre contou com a participação da secretária municipal de educação, cultura, esporte e lazer, Cátia Alencar e do secretário municipal de meio ambiente e turismo, Demosthenes Júnior, que representaram o Executivo, do superintendente do instituto Aiba, Helmuth Kieckhofer, da diretora de meio ambiente da Aiba, Alessandra Chaves, da coordenadora do Fundesis, Makena Thomé, do presidente da associação, Joacir Texeira, do coordenador regional do Inema, Saul Reis, dos vereadores Otoniel Teixeira e Silma Alves, dos moradores da comunidade local e estudantes da Escola Municipal Antônio Machado.

Na oportunidade foram entregues também equipamentos adquiridos através da parceria do Instituto da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia – Aiba, Fundação Solidariedad e The Sustainable Trade Initiative-IDH. Conforme a coordenadora do Fundo, a parceria com o município juntamente com a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Retiro e São Vicente irá contribuir no desenvolvimento da localidade.

“Disponibilizamos através do edital 01/2017, 10 mil reais para a reforma desse prédio cedido pela Prefeitura de Barreiras para a Associação e através da parceria do Instituto Aiba e Solidariedad IDH, foram doados também equipamentos, como cadeiras, microfones, caixa de som, máquina fotográficas para a Associação ter um melhor suporte e poder investir por exemplo, em cursos profissionalizantes para fortalecer a agricultura familiar”, disse a coordenadora do Fundesis, Makena Thomé.

Muito emocionado com essa nova sede, o presidente da associação iniciou a cerimônia relatando a felicidade desse momento. “Hoje é um dia de alegria para todos dessa comunidade, estamos realizando um sonho que há anos lutamos. Agradecemos a administração da nossa cidade e desejamos que esse espaço seja usado por todos com um único objetivo de contribuir com a nossa associação”, frisou Joacir Teixeira.

Com o ambiente repleto de crianças e jovens, o superintendente do instituto AIBA reforçou que o novo espaço proporcionará mais conhecimento e aprendizado para todos, seja para o atual agricultor, seja para os futuros agricultores da região.

“A educação está aqui mais perto de vocês do que há alguns anos atrás, a exemplo das reformas que estão sendo realizadas nas escolas da zona rural, esse espaço representa uma conquista dos pequenos produtores rurais dessa comunidade, essa união alcança vários objetivos e projetos. Todas essas comunidades, como Val do Teiú, Retiro e São Vicente são nossos futuros, e essa alegria que temos quando vimos aqui existe uma força de trabalho por trás disso, e o exemplo é que quando se une as forças do produtor rural, da sociedade civil organizada com o poder público pensando num propósito, podemos fazer muitas coisas com tão pouco, estamos no caminho certo e priorizar a educação é fundamental”, disse Helmuth Kieckhofer.

O secretário de meio ambiente, Demósthenes Júnior, destacou o empenho da atual Administração Municipal em cuidar das pessoas no campo e na cidade. “A Prefeitura está realizando um importante trabalho de apoio ao agricultor familiar através do Programa Vale Produtivo que já beneficiou mais de 500 famílias, e aqui na bacia do Rio de Janeiro depois de 20 anos vamos estar implantando em parceria com o Instituto Aiba e o Inema o tão esperado Plano de Manejo dessa bacia, aliando os cuidados com o meio ambiente ao fortalecimento da produção”, disse. 

De acordo com Cátia Alencar, a Associação hoje tem condições de se articular de forma mais eficaz no cenário local, bem como de ampliar o processo participativo de seus associados. Promover essa perspectiva no crescimento econômico e social da comunidade também é um dos objetivos da administração municipal.

“Eu não tenho dúvida de que essa comunidade já é referência para as outras, a parceria com a Prefeitura de Barreiras começa não só pela disponibilidade do espaço, como também estamos abertos para multiplicar esses exemplos, fazendo com que a Associação do Retiro e São Vicente seja referência para outras comunidades. Ao trazer uma saudação do prefeito Zito Barbosa, reafirmamos seu compromisso de construir uma grande escola para atender estas comunidades, que irá beneficiar a todas as crianças dessa região. Enaltecemos a força da parceria e união com a Aiba, Fundesis, Inema, Associações dos Produtores e o apoio da Câmara de Vereadores”, destacou a secretária de educação, Cátia Alencar. Fonte: barreiras.ba.gov.br

DNIT dá continuidade às notificações de ocupações irregulares às margens das rodovias federais que cruzam Barreiras.

Na manhã desta sexta-feira, 13, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, Unidade de Barreiras, deu continuidade à operação para notificar as ocupações irregulares em todo perímetro urbano e faixas de domínio das rodovias federais em Barreiras.

Os agentes fiscalizadores do DNIT realizaram notificações nas proximidades da Rodoviária e na saída para Salvador. Em todo perímetro urbano, foram notificados 05 comerciantes ilegais, que além de não obedecerem à faixa de domínio também não possuíam nenhuma autorização municipal para o comércio. Os fiscais da Vigilância Sanitária, fiscais de postura, COOTRANS e Guarda Municipal, acompanharam a operação.

A primeira etapa foi iniciada na BR-020, saída para Brasília, e notificou comerciantes, motoristas estacionados em local irregular e pessoas que mantinham moradias provisórias às margens da BR ou áreas de domínio da União. Os notificados têm o prazo de 15 dias para regularizar a situação e desocupar a área.

“Essa operação é de extrema importância para preservamos o patrimônio público. A população precisa se conscientizar de que o uso do solo nas áreas próximas às rodovias federais é ilegal e causa insegurança no tráfego da rodovia. Nossa meta é realizar um trabalho permanente de fiscalização em todas as rodovias que cortam o município”, disse o analista de infraestrutura do DNIT, Eli Nunes.

Ainda segundo informações do DNIT, as operações serão contínuas e a próxima área vistoriada será as margens da BR 135, saída para o Piaui. Fonte: barreiras.ba.gov.br