Barreiras Bahia - Fotos, videos e notícias.

Barreiras Bahia - Fotos, videos e notícias.

reso em operação do MP-BA, presidente da Câmara de Vereadores de Correntina é solto

O presidente da Câmara de Vereadores de Correntina, no oeste da Bahia, Wesley Campos Aguiar, conhecido como Maradona, foi solto na última quarta-feira (15), após 22 dias preso. Ele e outros cinco vereadores haviam sido detidos na operação "Último Tango", deflagrada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) no dia 26 de outubro.

Segundo a promotoria, todos os presos estariam envolvidos na formação de organização criminosa suspeita de fraudar processos licitatórios e contratos na cidade e desviar verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores. O grupo também teria feito exigências ilícitas ao prefeito da cidade, inclusive a entrega de propina de R$ 50 mil para alguns vereadores em troca da aprovação de projetos de lei.

Três dos presos foram soltos em 30 de outubro, enquanto os outros dois foram liberados no dia seguinte, 31 de outubro.

Em entrevista ao G1, o presidente da Câmara de Vereadores disse que é inocente. "Eu vou provar por A mais B que fui preso de forma arbitrária, sem direito ao contraditório e que sou inocente", disse.

 

 

Quando a operação "Último Tango" foi deflagrada, na manhã de 26 de outubro, o MP-BA havia divulgado que cinco vereadores haviam sido presos entretanto, no final da tarde daquele dia, mais um vereador foi levado para prisão. Todos ficaram custodiados na delegacia de Santa Maria da Vitória, distante 54 km de Correntina.

 

Ao todo, respondem ao processo os vereadores: Juvenil Araújo Souza, Jean Carlos Pereira Santos, Milton Rodrigues Souza, Nelson da Conceição Santos, Adenilson Pereira de Souza e Wesley Campos Aguiar.

Os mandados de prisão foram expedidos pela Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organizações Criminosas de Salvador. As polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal auxiliaram no cumprimento dos mandados.

A investigação do MP-BA foi feita por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI), Centro de Apoio Operacional às Promotorias Criminais (Caocrim), Centro de Apoio Operacional de Proteção às Promotorias de Proteção da Moralidade Administrativa (Caopam).

 

Fonte: https://g1.globo.com/

Mulher morre após cair de sacada da varanda de pousada em Porto Seguro, sul da Bahia

Uma mulher morreu após cair de uma altura de três metros, da sacada da varanda de um quarto de uma pousada, quando estava com o companheiro, na cidade de Porto Seguro, região turística do sul da Bahia.


A Polícia Civil, que investiga o caso, diz que as primeiras informações apontam que a queda foi um acidente. O companheiro dela foi ouvido pela polícia, acompanhado de um advogado, e liberado.


O caso ocorreu no feriado da Proclamação da República, por volta das 5h de quarta-feira (16). A mulher foi identificada como Beatriz Costa Norberto, de 40 anos, natural de Caravelas, cidade do sul da Bahia. O casal morava em Curvelo (MG).


Em depoimento, o companheiro de Beatriz, Wifried Lubenau, contou que o casal teria ingerido álcool e cocaína. Ele disse que ela teria caído depois de se desequilibrar da sacada, após uma brincadeira.


“Já ouvimos testemunhas e nenhuma briga foi informada. A princípio, foi um acidente. Vamos ouvir mais testemunhas”, diz o delegado Rafael Zanini, da delegacia do Turista (Deltur) de Porto Seguro .


O marido dela contou que o casal tinha chegado na pousada após um passeio e a mulher pediu para ele pegar um celular que ela tinha esquecido no carro. Quando ele retornou, não encontrou Beatriz e desceu para procurar a esposa.

 


Conforme o depoimento dele, depois de não conseguir encontrar ela fora do quarto, ele voltou ao local e encontrou a mulher lá. Foi quando ela contou que havia feito uma brincadeira de se esconder na varanda e, ao mostrar o local onde havia se escondido, acabou caindo.


Após a queda, ela chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) para o Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, onde foi constatada a morte. O corpo dela foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde passa por perícia. Os exames devem comprovar se ela ingeriu entorpecentes e qual a causa da morte.


Beatriz trabalhava em uma boate na cidade de Curvelo. O marido dela é natural da cidade mineira, onde os dois passaram a morar há seis meses, depois que oficializaram a união estável na cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia. Segundo o delegado, a polícia retornou à pousada depois do depoimento do marido e ele já tinha feito o check-out.

 

fonte: https://g1.globo.com