Armadilha Solar Autônoma pode ajudar produtor no controle da Helicoverpa

Com o intuito de desenvolver um equipamento econômico e eficiente para o controle das principais pragas que atacam as lavouras no Brasil atualmente, os pesquisadores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) - em parceria com a Universidade de Lisboa - desenvolveram a Armadilha Solar Autônoma. Ela vai servir para monitoramento e pode ser uma alternativa para o controle dos insetos.

 

Em relação à armadilha luminosa tradicional, o professor Denes Vidal da UFRB conta que o custo em manutenção e mão de obra são muito menores. “Com a bateria solar não há a necessidade de manutenção diária como no caso da tradicional, realizamos um período de testes de um ano e meio, e somente após esse tempo tivemos que trocar a bateria pela primeira vez. Com os ajustes feitos, esperamos fazer com que a bateria tenha uma vida útil de 11 anos”, explica Vidal.

 

O custo de implantação inicial do aparelho é de 6000 reais, com uma garantia de 25 anos. Segundo Vidal, uma armadilha para cada 100 ha é o suficiente para um controle eficiente e o custo por hectare é de $0,007. Outra novidade do produto é a presença de câmeras que fotografam a chegada dos insetos até a armadilha e mandam diretamente para o computador ou celular do agricultor para um monitoramento constante da lavoura.

 

Fonte: Grupo Cultivar

AIBA: http://www.aiba.org.br/noticia/4452/armadilha-solar-autnoma-pode-ajudar-produtor-no-controle-da-helicoverpa/