Associação das Empresas do Centro Industrial do Cerrado de Luís Eduardo Magalhães

Foi criada na noite de ontem, terça-feira, 23, durante uma reunião no auditório do SENAR, a Associação das Empresas do Centro Industrial do Cerrado de Luís Eduardo Magalhães.

 

 

O intuito da associação é fazer frente ao decreto do governo do estado da Bahia que pretende cobrar das empresas uma taxa no valor de R$ 0,50 por metro quadrado de cada área.

A Associação, que conta com o apoio da prefeitura do município, ficou assim formada: Presidente: Aloísio. Vice: Kleber Taji. Secretária Geral: Márcia Enéas. Secretária Adjunta: Mércia. Tesoureiro: Oberdan. Tesoureiro Adjunto: Luís Deo Juvante. Conselho Fiscal: Elenildo Lenon e Pedro Fornesi.

 

Hoje existem duas alternativas para as empresas escaparem da cobrança do governo do estado. A primeira é a municipalização do setor industrial. A prefeitura assumiria o distrito industrial. A segunda, seria as próprias empresas, através da associação, assumirem administração do distrito.

Fonte: Reportagem de JB/Blog do Sigi Vilares