Atuação da Codevasf no Água para Todos será apresentada no XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

As ações da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no âmbito do programa Água Para Todos serão apresentadas durante o XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos (XX SBRH), que ocorre paralelamente à Expohidro – Exposição de Recursos Hídricos da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Hídricos). O evento acontece de 17 a 22 de novembro, em Bento Gonçalves (RS), e conta com o apoio da Codevasf, que mostrará em seu estande um kit de irrigação idêntico aos que são entregues às famílias pelo programa dentro da vertente Segunda Água.

 

Cada kit de irrigação tem capacidade para irrigar até 500 metros quadrados, num sistema de gotejamento por gravidade. A implantação dos kits é uma ação conjunta dos programas Água Para Todos (2ª Água) e Desenvolvimento Regional, Territorial Sustentável e Economia Solidária (Inclusão Produtiva), ambos vinculados ao Plano Brasil Sem Miséria. Os recursos são provenientes da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional.

 

 

Os beneficiados pelos kits de irrigação são famílias que se encontram em situação de extrema pobreza e que possuem condições de usar o equipamento – familiaridade com atividades agrícolas, área própria para cultivo e fonte de acesso à água. Instituições parceiras da Codevasf serão responsáveis por prestar assistência técnica aos produtores.

 

Apresentação sobre cisternas

 

 

 

A apresentação a ser feita por técnicos da Codevasf será baseada no artigo “A Inovação Tecnológica de Cisternas no Programa Água Para Todos”, publicado por Carlos Hermínio de Oliveira, juntamente com o coordenador regional do programa em Alagoas, Eduardo Motta, e a especialista em economia doméstica Eleniz Soares Lisboa, técnica da Companhia.

 

 

“O objetivo do artigo foi levar para um evento nacional de credibilidade a apresentação e discussão de mais uma alternativa tecnológica do programa Água para Todos, no caso a cisterna de polietileno para consumo, que vem sendo bastante aceita no seio da sociedade, com vistas ao seu aprimoramento na busca de mais agilidade na sua implantação, garantindo assim água reservada e de boa qualidade”, disse Carlos Hermínio.

 

Segundo o artigo, que utilizou Alagoas como estudo de caso, decorridos quinze meses do programa Água Para Todos, foram constatados resultados significativos na qualidade da água armazenada e com reflexos positivos na saúde das 361 mil pessoas beneficiadas com 72.252 cisternas de polietileno instaladas em 103 municípios, destacando-se o efetivo envolvimento da sociedade por meio dos Comitês Gestores Municipais e das Comissões Comunitárias formadas.

 

No artigo, somente em Alagoas, 48 mil pessoas foram beneficiadas pela Codevasf por meio do programa Água Para Todos. Como base da organização social que alicerça o programa, foram constituídos em Alagoas 5 Comitês Gestores Municipais e 272 Comissões Comunitárias, 62 escolas, com um total de 5.443 alunos atendidos e 22 postos de saúde, beneficiando 1.635 pacientes por dia. “A divulgação dos resultados sociais e tecnológicos obtidos pela Codevasf na implementação do Programa no principal fórum de recursos hídricos do Brasil é de fundamental importância, uma vez que possibilita a sociedade conhecer alternativas eficazes e emergenciais de acesso à água de boa qualidade", disse Eduardo Motta.

 

 

 

Sobre o Água Para Todos

 

 

 

O programa Água Para Todos é de responsabilidade do Comitê Gestor Nacional, que tem o Ministério da Integração Nacional (MI), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) como coordenadora das ações, sendo a Codevasf um dos órgãos executores do Programa na sua área de jurisdição. A Companhia atua nas bacias hidrográficas dos rios São Francisco, Parnaíba, Itapecuru e Mearim, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil.

 

As ações visam à promoção da universalização do acesso à água em áreas rurais, com prioridade às famílias em situação de vulnerabilidade social, por meio da instalação de cisternas de polietileno para captação de água de chuva.

 

As cisternas para consumo adotadas pela Codevasf são de polietileno que é o polímero mais popular do mundo pela sua versatilidade e qualidade. Com tecnologia limpa, é uma matéria prima de alto desempenho e durabilidade, inodora, impermeável e não é tóxica. Essas características permitem a produção de uma cisterna que armazene a água das chuvas e como são usados polietileno de alta resistência, dispensa alvenaria. Também necessita escavação rasa para apoiar a base e possui tampa com travamento total.

http://www.codevasf.gov.br/noticias/2013/atuacao-da-codevasf-no-agua-para-todos-sera-apresentada-no-xx-simposio-brasileiro-de-recursos-hidricos