Bahia Pesca e Codevasf apresentam proposta para investimentos em aquicultura no Oeste

Visando realizar ações estruturantes para a aquicultura no Oeste da Bahia, a Codevasf e a Bahia Pesca, empresa vinculada à Seagri, estão desenvolvendo um plano estratégico para fortalecer o polo de piscicultura da região. A ideia, discutida na última quarta-feira (18), em reunião na sede da Bahia Pesca em Salvador, é estimular o crescimento de toda a cadeia produtiva, desde a produção eficiente do alevino até os arranjos voltados para a comercialização e escoamento da produção, beneficiando 1.000 produtores familiares, com um aporte de R$ 13 milhões.

 

Divulgação Bahia PescaA região produz 12,53 % das 17 mil toneladas da aquicultura continental e é responsável por cerca 16,47 % da produção de pescado do Estado, atingindo a marca de 2.131 toneladas de pescado em 2012, conforme dados da Codevasf. “Mas o Oeste baiano possui grande potencial, sendo o maior produtor de peixes em viveiro escavado da Bahia e o segundo maior polo de piscicultura do Estado”, ressalta o presidente da Bahia Pesca, Cássio Peixoto, informando ainda que as 15 associações de pequenos produtores da região garantem uma oferta de pescado na ordem de 1.231 toneladas. “Essa produção, seguramente, pode ser aumentada, com a garantia da dinamização do processo produtivo, para até nove mil toneladas”, acrescenta.

 

Com a dinamização da atividade a Seagri/Bahia Pesca e a Codevasf, esperam mudar o perfil produtivo do Oeste em apenas dois anos. “Vamos subsidiar a produção de base familiar, impulsionar o processo produtivo com a implantação de estruturas físicas eficazes e suprir as demandas de alevinos e juvenis”, enfatiza o secretário da Agricultura, Eduardo Salles, explicando que todas as ações visam garantir a qualidade do produto beneficiado e desenvolver pesquisa aplicada à cadeia produtiva da aquicultura continental.

 

Para a Analista de Desenvolvimento Regional da Codevasf, Walkyria Pignata, outro aspecto importante do plano é o resgate da atividade para piscicultores que já desenvolvem a atividade há mais de vinte anos na região. “Temos uma enorme responsabilidade social com esses pequenos produtores. E com a inserção da unidade, poderemos auxiliar também o escoamento da produção, promovendo melhoria de renda e de trabalho para os piscicultores”, finaliza.

 

Fonte: Ascom Bahia Pesca

Foto: Divulgação Bahia Pesca

http://www.aiba.org.br/noticia/4327/bahia-pesca-e-codevasf-apresentam-proposta-para-investimentos-em-aquicultura-no-oeste/