Barreiras, no oeste baiano, recebe os Salões de Artes Visuais da Bahia

Exposição de 21 obras começa no dia 10 de maio, no Mercado Caparrosa, e evidencia parceria entre estado e município.

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), inaugura no dia 10 de maio, sábado, na cidade de Barreiras, no oeste baiano, a penúltima etapa dos Salões de Artes Visuais da Bahia edição 2013, com a exposição de 21 obras no Mercado Caparrosa. Na noite de abertura, com a presença dos artistas e demais convidados, um júri especializado concederá prêmios de R$ 7 mil, cada um, para três trabalhos, assim como menções especiais. O evento conta com o apoio da Secretaria de Cultura do Município de Barreiras e Prefeitura de Barreiras. O Salão receberá visitação pública gratuita até 26 de junho, de segunda a domingo, das 9 às 20 horas. No encerramento da mostra, será conhecido ainda o Prêmio do Público, concedido através do voto dos visitantes.

 

Esperando a outra vida da serie Depressão

Esperando a outra vida da serie Depressão

 

 

Pela primeira vez Barreiras entra no ciclo dos Salões de Artes Visuais da Bahia. Reformado especialmente para receber a mostra, o Caparrosa apresenta as devidas condições para sediar uma exposição de arte. A Secretaria Municipal de Cultura e a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras trabalharam na reforma e melhorias do espaço. A exposição fará parte do projeto Maio Maior, em homenagem ao aniversário de Barreiras. Trata-se, portanto, de uma importante parceria entre poder municipal e poder estadual, beneficiando a cidade, o território e o estado com as novas possibilidades de uso deste espaço e com o incentivo a este novo circuito.

 

Retomada – Apresentar a diversidade da produção baiana em artes visuais, divulgar o trabalho dos artistas e estimular a reflexão sobre temas atuais da área são os objetivos dos Salões de Artes Visuais da Bahia, consolidados em 21 anos como um dos principais meios de incentivo à criação e difusão de produção artística e à dinamização dos espaços expositivos do interior do estado. Na edição de 2013, houve um recorde de inscritos: das 463 propostas apresentadas, por meio de edital público, foram selecionadas 108 obras realizadas por 77 diferentes artistas, nas mais diversas técnicas e estilos.

artur scorvino

Artur Scorvino

 

As exposições agora agendadas retomam a execução do projeto, que foi suspenso no ano passado para a regularização de compromissos relacionados ao cumprimento aos Decretos nºs 14.682 e 14.710/2013, que determinaram o contingenciamento no orçamento das secretarias e órgãos estaduais. Antes, haviam sido realizadas mostras em Feira de Santana e Teixeira de Freitas. Este ano, estão sendo cumpridas as três últimas estapas: além de Barreiras, os Salões acontecem na cidade de Lençóis, na Chapada Diamantina (inaugurada no último dia 11 de abril, na Casa Afrânio Peixoto), e Vitória da Conquista, no sudoeste, com abertura prevista para o dia 18 de julho, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima.

 

ARTISTAS E OBRAS PARTICIPANTES DOS SALÕES DE ARTES VISUAIS DE BARREIRAS:

 

Allan Lusttosa, com a obra “Cores da Caatinga” (fotografia); Arthur Scovino, “Nhanderudson” (fotografia); Bernardo Oliveira, “Como nascem as nuvens?” (fotografia); Cecília Tamplenizza, “Série Astrozoofili” (fotografia); Erivan Moraes, “In Visibilidade” (videoarte); Fábio Duarte, “Série Salvador” (fotografia); Félix Caetanno, “Totem Urbano” (ferro, cerâmica, e madeira); Flávio Marzadro, “Arte no espaço público X Arte como espaço público” (intervenção urbana); Tish, “A Porta” (instalação); Tina Melo, “Cor-de-Pele” (fotografia); Carmen Columna, “Esperando a outra vida da série depressão” (litogravura em preto e branco); Mariana David, “Paisagens para minha avó” (fotografia digital); Santil, “Pessoas de Rocha” (ilustração e fotografia); Mayra Lins, Jardins Temporários (fotografia digital); Pablo Lucena, “E quem disse que Madre Vasconcelos morreu?” (fotografia); Pedro Lima, “Tapando o sol com a peneira” (mista acrílico e óleo sobre tela); Ramon Rá, “Língua de Sogra” (objeto); Roberta Nascimento, “Cabeça de Vento” (instalação interativa); Rosa Bunchaft, “Love in Bahia” (fotoperformance); Talitha Andrade, “Meio Ambiente” (instalação); Viviane Viriato, sem título (instalação fotográfica).

 

 

 

Salões de Artes Visuais da Bahia – Etapa Barreiras

 

Exposição com 21 obras

 

Onde: Mercado Caparrosa (Praça Landulfo Alves, Centro Histórico)

 

Abertura: 10 de maio (sábado), às 19 horas

 

Visitação: 11 de maio a 22 de junho, de segunda a domingo, das 9 às 20 horas. Entrada gratuita

 

Informações: 71 3324-8519 / saloes.artesvisuais@funceb.ba.gov.br

 

Produção: Mil Produções Artísticas

 

Apoio: Secretaria Municipal de Cultura de Barreiras/ Prefeitura Municipal de Barreiras

 

Realização: Dirart/ FUNCEB/ SecultBA

 

 

 

Informações à imprensa:

 

João Saldanha – Jornalista – DRT/BA 1171: jotasaldanha@hotmail.com / 71 8808-9179