CAIXA AJUDA 600 MIL MICRO E PEQUENOS EMPREENDEDORES A CRESCER

Programa Microcrédito Produtivo Orientado completa dois anos com R$ 1,3 bilhão em empréstimos pelo banco

A Caixa Econômica Federal atingiu, neste mês de setembro, a marca de R$ 1,3 bilhão em empréstimos do Microcrédito Produtivo Orientado (CRESCER) e beneficiou cerca de 600 mil micro e pequenos empreendedores em todo o país. O produto, lançado em setembro de 2011, completa neste mês dois anos de operação e atende clientes com faturamento de até R$ 120 mil por ano, independente do tipo de atividade produtiva.

Das operações contratadas, desde o início do programa, 93.200 são de empreendedores integrantes de famílias beneficiárias do Bolsa Família, 15,6% do total. Mais de 68% dos beneficiados pelo CRESCER atuam no mercado informal. Em 2012, 27% dos contratos foram de empreendedores individuais e 5% para microempresários, com prevalência de mulheres entre os tomadores de crédito, num total de 58%.

Em Aracaju (SE), o empreendedor Rafael Andrade conseguiu ampliar seu negócio quando contratou o CRESCER CAIXA, para garantir capital de giro à loja de ração para animais. “Investi em sacos de farelos e em ração para cachorros, além de acessórios para animais. No primeiro mês, meu lucro foi de 200%, que reinvesti em mercadorias, e guardei uma porcentagem para as parcelas do empréstimo. Hoje, sou um empresário de sucesso, graças a esse apoio”, conta Rafael.

O diretor de Clientes e Estratégia de Varejo da CAIXA, Edilo Valadares, aposta na crescente formalização dos empreendedores, por meio do CRESCER. “Em sua grande maioria, são pessoas que produzem, geram trabalho e renda, mas não têm acesso ao crédito. Como consequência, o que se espera, também, é um incentivo à formalização, como observado no crescente número de empreendedores individuais participantes do programa”, explica.

As operações de Microcrédito são realizadas sem carência. O valor a ser concedido depende da análise do crédito e da capacidade de pagamento do empreendedor.

Agentes de Microcrédito:

O atendimento do Microcrédito é realizado por Jovens Aprendizes das comunidades atendidas pela CAIXA, que recebem qualificação para atuar como Agentes de Microcrédito. Desde 2011, a CAIXA já contratou 2.467 jovens para atuar no programa CRESCER, oportunidade que facilita a inserção dos agentes no mercado de trabalho.

Michelle Barros da Costa trabalhou, por dois anos, na base de atendimento da CAIXA no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro (RJ). A jovem aproveitou a oportunidade e foi destaque na concessão de crédito. “Fui convidada para trabalhar com microcrédito. Ano que vem, quero realizar o sonho de comprar um imóvel”, afirma Michelle.

http://www1.caixa.gov.br/imprensa/imprensa_release.asp?codigo=7013176&tipo_noticia=