Casa de Passagem da Criança e do Adolescente em Luis Eduardo Magalhães

Luís Eduardo Magalhães implanta a Casa de Passagem da Criança e do Adolescente

 

Foi inaugurado na terça-feira, 30, ás 18h em Luís Eduardo Magalhães, mais um projeto de inclusão e assistência psicossocial e psicopedagógico, a Casa de Passagem da Criança e do Adolescente, José Vicente da Silva. Uma parceria entre o Ministério Público, Governo Municipal, Associações, Conselho da Criança de do Adolescente (CDCA), entidades religiosas, veículos de comunicação e parceiros da comunidade.

 

A Casa de Passagem possui 930m², sendo 787,9m² de área coberta e o restante destinado para horta comunitária e parque infantil.  A casa está localizada na rua Irará próximo a avenida Trancredo Neves, no bairro Santa Cruz.

 

Um projeto baseado no ecumenismo social que desde 2009 envolve muita gente da sociedade e agora consegue vitória ao erguer uma bela estrutura para acolher crianças e adolescentes que necessitam superar os percalços da vida e situações negativas vivenciadas na rua.

 

De acordo com promotor titular da Vara Cível Dr. André Bandeira de Melo Queiroz, “o município só tem a ganhar com a Casa de Passagem, as pessoas e entidades envolvidas valorizam a criança e o adolescente. O Ministério Público apóia desde o início, para que este dia chegasse”. Disse o Promotor ao falar da seriedade da Associação dos Moradores do Aracruz(Ama). Entidade que está a frente do projeto.

 

O Promotor Dr. George Elias Gonçalves titular da vara Crime, Infância e Juventude, abordou a situação municipal da juventude, “estou satisfeito com a qualidade da obra. A criminalidade tem origem social e a Casa de Passagem tem o papel de realizar a prevenção com a juventude”,disse.

 

Os juvenis em vulnerabilidade social antes eram encaminhados para Salvador, o município através do Conselho Tutelar não tinha condições de realizar atividades para conduzir a saúde dessa juventude. A Casa de Passagem, receberá o apoio do governo municipal com um convênio. Será implantado  um estratégico plano de trabalho junto  Secretaria  Municipal de Trabalho e Assistência Social.

 

A união fortalece programas -  O prefeito Humberto Santa Cruz afirma que é através da união que a sociedade se fortalece e consegue concretizar sonhos. A prefeitura fez a doação do terreno e Câmara de Vereadores em sessão ordinária, aprovou. Foi  onde tudo começou. A Ama, através do seu competente quadro social, conseguiu captar recursos para construção da Casa de Passagem. Ainda é o início de um processo delicado que é a manutenção da entidade.

 

A Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Centro de Referencia de Assistencia Social(Cras), está a disposição para auxiliar nas inúmeras atividades com a juventude dentro da Casa de Passagem. A Secretaria Municipal de Infraestrutura trabalhou nesta obra e continuará dando o total apoio no que for necessário nos próximos tempos.

 

Reconhecimento pelos trabalhos oferecidos a sociedade - O governo municipal, através das Parcerias Público-Privadas(PPP), faz acontecer. A Casa de Passagem da Criança e do Adolescente, José Vicente da Silva, recebeu recursos da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) através do Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia (Fundesis). Verbas oriundas de produtores rurais, Fundo que já injetou mais de dois milhões de reais em projetos de inclusão social na região oeste da Bahia.

 

Humberto Santa Cruz, afirmou, “é através das PPP, que Luís Eduardo Magalhães é reconhecido entre os municípios do oeste baiano. Um projeto de integração social que custou mais de R$430.000,00 não se faz sozinho”. Esta unidade de acolhimento temporário da juventude está em fase inicial. Tem muito a ser feito e o governo municipal dará todo suporte necessário.

 

Os atendimentos a juventude será dividido em quatro etapas. Primeiramente acolhendo o jovem, realizando um diagnóstico de sua situação. Posteriormente será realizado atividades educacionais de acordo com a faixa etária e grau de aprendizado, emitindo relatórios. Caso haja necessidade a educadora social encaminhará para um acompanhamento psicológico com profissionais credenciados no Programa. E por final a criança ou adolescente será encaminhado para sua família, seja no próprio município ou seu local de origem.

 

Fonte: http://luiseduardomagalhaes.ba.gov.br/app/?slider=luis-eduardo-magalhaes-implanta-a-casa-de-passagem-da-crianca-e-do-adolescente