Codevasf abre 13ª edição do Feirão de Artesanato em Aracaju

Começou nessa sexta-feira, 29, o 13º Feirão de Artesanato e Produtos Regionais do Baixo São Francisco. A feira foi aberta ao público com a realização de um café da manhã regional. O evento prossegue até o domingo, 1º, exibindo a produção de aproximadamente 70 artesãos de 14 municípios da bacia do rio São Francisco. O horário de funcionamento do Feirão é das 8h às 20h e a entrada do público é gratuita.

 

“Aqui eu me sinto em casa. Essa feira representa muita coisa para mim. O pessoal gosta muito do meu trabalho, que é feito com madeira esculpida, e graças a Deus eu tenho sido muito elogiado”, afirmou, na abertura, o artesão Reginaldo dos Santos, de Canindé de São Francisco. João Batista, que trabalha com cerâmica em Santana do São Francisco, disse que a organização é o diferencial do Feirão. “Sou artesão com muito orgulho. E com o apoio da Codevasf a gente consegue expor o nosso trabalho e vender bem durante os três dias”, acrescentou.

 

O superintendente regional da Codevasf, Paulo Viana, destacou o Feirão como uma vitrine para o artesanato do Baixo São Francisco. “Os artesãos aguardam essa data com muita expectativa durante o ano inteiro. O artesanato é uma vocação econômica da região e a Codevasf enxergou essa feira como uma forma de valorizar esse trabalho. E o evento acontece justamente em uma época de grande movimentação de turistas na cidade, o que significa ainda mais visibilidade”, declarou Paulo Viana.

 

Promovido anualmente pela Codevasf, o Feirão de Artesanato e Produtos Regionais do Baixo São Francisco coloca o artesão em contato direto com o público e dá a ele a oportunidade de fechar parcerias para fornecer suas criações ao longo do ano. A feira expõe produtos artesanais feitos com materiais típicos como o barro, a palha, o coco, o bordado e a madeira, além de doces, bolachas e produtos regionais feitos à base de mel.

 

Na primeira edição, realizada em dezembro de 2003, a feira reuniu peças de duas associações de artesãos dos municípios sergipanos de Santana do São Francisco e Poço Redondo, dando visibilidade ao trabalho artesanal da região. Posteriormente, após ter se tornado um sucesso de público e vendas, o Feirão se estendeu aos 28 municípios sergipanos da bacia do rio São Francisco.

http://www.codevasf.gov.br/noticias/2013/codevasf-abre-13a-edicao-do-feirao-de-artesanato-em-aracaju