Curso técnico em turismo

Implantado no coração da Bahia, no Território de Identidade Chapada Diamantina, o Centro Estadual de Educação Profissional em Turismo do Centro Baiano Letice Oliveira Maciel (Ceep), em Seabra, vem contribuindo para a conservação e a divulgação do patrimônio natural e cultural da região. No intuito de valorizar a paisagem natural da Chapada e apresentá-la a baianos e turistas, estudantes dos cursos técnicos em Guia de Turismo e em Hospedagem estão desenvolvendo um projeto de Educação Patrimonial.

Trabalhando na perspectiva de conhecer para conservar, o projeto visa identificar, reconhecer e valorizar o patrimônio arqueológico da cidade de Seabra, uma região rica em paredões, cavernas e grutas. “O projeto busca resgatar um pouco da nossa cultura para valorizar e divulgar, porque muitos não conhecem, e também para conscientizar as pessoas para conservar e não vandalizar o patrimônio”, revela a estudante do 4º ano do ensino médio integrado à Educação Profissional, no curso de Guia de Turismo, Bárbara Sá Teles Barros, de 18 anos.

 

Com a ajuda do artista plástico Jucimar Vaz (Luda), os estudantes construíram réplicas da gruta Bolo de Noiva, localizada entre os municípios de Seabra e Iraquara, utilizando argila e materiais descartáveis da natureza, como madeira, tocos e pedras. “Nós visitamos alguns pontos da região e, a partir das visitas a gente pôde fazer as representações”, explica a estudante Bárbara Sá Teles Barros. As miniaturas produzidas pelos estudantes são expostas em feiras organizadas pelo próprio CEEP.

 

Apesar do potencial turístico, Seabra ainda não está inserida no roteiro da Chapada Diamantina e esse é o desafio para estudantes e professores do CEEP do Centro Baiano Letice Oliveira Maciel. “Nós ainda não tempo um polo turístico efetivo, mas o curso está trabalhando no sentido de ampliar as possibilidades turísticas da região”, conta a diretora do CEEP, Bárbara Celeste Teixeira de Souza, ressaltando que, a partir das visitas os estudantes, estão elaborando também um inventário dos pontos potencialmente turísticos.

 

Formação Profissional – Estudante do 2º ano do ensino médio integrado à Educação Profissional, no curso técnico em Hospedagem, Maria Clara Barbosa dos Santos, de 15 anos, avalia que a formação técnica é um oportunidade para que possa trabalhar e continuar vivendo no lugar onde nasceu. “Aqui, nós temos poucos profissionais qualificados, por isso o curso técnico em hospedagem é um diferencial”. Bárbara Sá Teles Barros concorda com a colega, “muitas pessoas que trabalham na área não têm formação e quando você tem a formação, tem mais oportunidades”.

 

Para a diretora do Centro, a implantação do CEEP em Seabra representa uma nova alternativa profissional para os jovens da região. “Além de concluir o ensino médio, os estudantes saem do CEEP com uma qualificação profissional e várias oportunidades de inserção no mundo do trabalho, capacitados, inclusive, para serem  empreendedores do próprio trabalho”, avalia.

Centros temáticos - O CEEP em Turismo do Centro Baiano Letice Oliveira Maciel é um dos centros temáticos criados pelo Estado vinculados ao eixo tecnológico Turismo, Hospitalidade e Lazer, com objetivo de ampliar a oferta de cursos técnicos de nível médio nos setores que mais geraram trabalho, emprego e renda em alguns Territórios de Identidade. Além deste, na Chapada Diamantina, o estado conta, também, com o CEEP em Gestão, Negócios e Turismo Luiz Navarro de Brito, em Salvador, que reforçará a qualificação dos jovens e trabalhadores no atendimento de demandas geradas, por exemplo, pela Copa do Mundo 2014. E, para atender o Recôncavo Baiano e a Baía de Todos-os-Santos, que vêm atraindo cada vez mais visitantes por suas riquezas arquitetônicas, gastronomia, história e festas populares, foi criado o CEEP em Turismo do Leste Baiano, em Santo Amaro.

Fonte: http://escolas.educacao.ba.gov.br/noticias/curso-tecnico-em-turismo-valoriza-patrimonio-natural-da-chapada-diamantina