Helicoverpa já provoca prejuízos na safra 2013/14

No estado do Paraná, a Helicoverpa se multiplicou na BUVA e está aguardando a imersão das plantas que foram cultivadas. Em Mato Grosso e São Paulo também foram registrados diversos casos de ataque da praga, onde a lagarta que estava no milheto, tiguera das lavouras ou ervas invasoras, atacou a soja e o milho recém-emergidos causando um grande estrago.

 

Diante deste fato, o conselho técnico da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) recomenda que os produtores baianos vistoriem suas lavouras para detectar a presença de lagartas, uma vez que, em função da chuva que ocorreu no dia 07 de outubro, já existem muitas plantas germinadas nas lavouras; quer seja tigueras das culturas, milheto ou mesmo ervas invasoras. Houve ainda, no Oeste da Bahia, plantios isolados de milho e feijão gurutuba, que estão em sua fase inicial de desenvolvimento. Também, nestes últimos dias, foram realizados plantios de soja e milho que deverão emergir ao longo desta semana com a chuva ocorrida no último fim de semana.

 

Por tudo isso, a orientação, segundo o presidente do Conselho Técnico, Antônio Grespan, é que, de preferência, os produtores antecipem as dessecações para que não ocorra uma grande disseminação de mariposas quando as culturas plantadas emergirem. “Não podemos permitir que a Helicoverpa, na Bahia, chegue no tamanho nem no nível de infestação de outros Estados. Quanto maior a lagarta, mais difícil fica o combate.”, afirmou Grespan.

 

Ascom Aiba

http://www.aiba.org.br/noticia/4350/alerta-vermelho-helicoverpa-j-provoca-prejuzos-na-safra-2013-14/