Programa Leite Bahia

Secretaria de Agricultura de São Desidério realiza lançamento do Programa Leite Bahia no município.

Com o objetivo de desenvolver a cadeia produtiva do leite no município, o secretário de Agricultura José Marques, juntamente com sua equipe técnica, no final do mês de agosto, fez o lançamento do programa estadual Leite Bahia na fazenda Val, no povoado de Roçado Velho, onde está sendo implantada uma unidade demonstrativa de pastejo rotacionado que será usada no programa como local de treinamento para os técnicos da pasta de agricultura, bem como para os produtores deste município.

 

Na ocasião a equipe recebeu uma comitiva da secretaria estadual de Agricultura - Seagri, que contou com a presença do coordenador do Leite Bahia, Haroldo Matos, do assessor da Seagri, Paulo Lessa, do representante da CAR, Mauricio Costa, do médico veterinário e instrutor de programa, Leandro Meirelles, dos vereadores Gerson Carvalho e Antenor Barbosa, ambos os membros da Comissão Legislativa de Agricultura, Meio Ambiente e Obras.

 

No primeiro momento a equipe da Seagri - Bahia e vereadores foram apresentados ao proprietário do empreendimento, Eduardo de Sousa Rocha. “Temos a intenção de estabelecer uma parceria para o crescimento da atividade leiteira tanto nesta unidade quanto no município, parceria essa, que conta com o apoio do governo estadual, municipal, sociedade e produtores”, afirmou Haroldo Matos.

 

O programa Leite Bahia tem como premissas, a otimização do manejo, nutrição, estrutura, sanidade e administração de toda atividade leiteira, visando tornar o produtor um criador eficiente, tornado a pecuária de leite sustentável e, sobretudo rentável. Numa metodologia participativa e a longo prazo, os produtores e os técnicos da secretaria serão treinados durante 4 anos, através de atividades teóricas e práticas durante todo o ciclo da atividade.

 

Para o secretário da pasta, José Marques, a bovinocultura de leite é totalmente viável no município. “Visto que os vários fatores naturais e econômicos tais como, bons solos para cultivo de pastagens, luz solar em abundância, muitas áreas com possibilidade de serem irrigadas e comercialização do produto favorável, potencializam o desenvolvimento desta cadeia produtiva”, elencou.

 

Ainda de acordo com o secretário, além dos fatores ambientais, o governo municipal conta com o PROLEITE - lei municipal de fomento a pecuária leiteira - que dará suporte ao Leite Bahia, de modo que ele venha a se confirmar como um sucesso em são Desidério, e se configurar como um divisor de águas na produção leiteira no município.

 

Escrita por: Adinete Batista/ Com informações da secretaria de Agricultura

Fonte: Ascom / São Desidério

http://www.classealem.com.br/?opcao=1a&id=7207