Semiárido receberá novas ações para reduzir efeitos da seca

Construção da adutora beneficiará pelo menos 200 mil pessoas

Algumas ações para reduzir o efeito da seca no semiárido brasileiro foram traçadas entre a Agência Nacional de Águas com representantes da Agência Executiva de Gestão de Águas da Paraíba (Aesa) e do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

As principais medidas dizem respeito a adoção de boas práticas de irrigação ao longo dos rios Piancó e Piranhas e a construção de uma adutora de engate rápido para o abastecimento do município de Jucurutu (RN), a partir do reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, situado a 15 km daquela cidade.

A construção da adutora permitira a redução da vazão do açude Coremas e mais garantia de abastecimento dos municípios que dele dependem, onde vivem cerca de 200 mil pessoas.

Coremas-Mãe d’Água

Situado no município de Sousa (PB),  o sistema Coremas-Mãe d’Água pereniza o rio Piranhas- açu até o município de Jucurutu (RN) a 175 km. Atualmente a vazão da comporta do sistema é de 4,5 m³/s e encontra-se com 38% da capacidade de armazenamento de  água para abastecer os dois estados. Em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é o consumo humano.Combate à desertificação deve integrar missão institucional

 

Fonte: http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2013/09/16/semiarido-recebera-novas-acoes-para-reduzir-efeito-da-seca-1

Dnocs