Vacina contra febre amarela está disponível em Barreiras

Vacina contra febre amarela está disponível em Barreiras

Apesar de Barreiras ter sido inserida pela Secretaria Estadual de Saúde da Bahia –SESAB – entre as 45 cidades prioritárias para a vacinação contra a febre amarela no Estado, não há motivo para correria generalizada aos postos. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde que garante que a vacina está disponível em todas as unidades e que já faz parte do calendário de rotina vacinal.

 

“As pessoas devem procurar um posto de saúde com a caderneta de vacinação em mãos para verificar se estão com todas as vacinas em dia, inclusive a da febre amarela, se estiver faltando alguma, receberão as doses necessárias. No caso específico da febre amarela, ela permanece disponível o ano todo nas unidades”, esclarece a enfermeira da Coordenação do Programa de Imunização, Izabel dos Apóstolos.

 

Ela lembra que a vacina da febre amarela é administrada em duas doses, a primeira, aos nove meses e a segunda, aos quatro anos. Caso a pessoa nunca tenha tomado ou se tomou apenas uma única dose, a orientação é que procure os postos para fazer a atualização. Mas é sempre importante analisar a idade do paciente e seu estado de saúde, conforme orienta o Ministério da Saúde.

Sobre a doença – Os sintomas iniciais incluem febre, calafrios, dor de cabeça, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Em casos graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos), hemorragia e, eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos. Cerca de 20-50% das pessoas que desenvolvem doença grave, podendo vir a óbito. As pessoas que identifiquem alguns destes sinais, o Ministério da Saúde recomenda procurar um médico na unidade de saúde mais próxima e informar sobre qualquer viagem para áreas de risco nos 15 dias anteriores ao início dos sintomas. (Fonte Ministério da Saúde)

 

Ascom/PMB – 19/01/2017

http://barreiras.ba.gov.br/vacina-contra-febre-amarela-esta-disponivel-em-barreiras/